segunda-feira, 27 de junho de 2011

Eu não tinha tempo...



Hoje, ao atender o telefone, que insistentemente
 exigia atenção, o meu mundo desabou.

Entre soluços e lamentos, a voz do outro lado da linha me informava que o meu melhor amigo, meu companheiro de jornada, meu ombro camarada, havia sofrido um grave acidente, vindo a falecer quase que instantaneamente.

Lembro de ter desligado o telefone e caminhado a passos lentos para meu quarto, meu refúgio particular.

As imagens de minha juventude
vieram quase que instantaneamente à mente.

A faculdade, as bebedeiras, as conversas
até altas horas da noite, os amores não correspondidos, as confidências ao pé do ouvido, as colas, a cumplicidade, os sorrisos... As risadas...

As Risadas...
Como eram fáceis de surgir naquela época.

Lembrei da formatura, de um novo horizonte surgindo...
Das lágrimas de despedidas, e principalmente, das promessas de novos encontros.

Lembro perfeitamente de cada feição
do melhor amigo que já tive em toda a vida:
em seus olhos a promessa
de que eu nunca seria esquecido.

E realmente, nunca fui.
Perdi a conta das vezes em que ele carinhosamente me ligava quando eu estava no fundo do poço.

Ou das mensagens
 - que nunca respondi -
que ele constantemente me enviava,
enchendo minha caixa postal eletrônica
de esperanças e promessas de um futuro melhor.

Lembro que foi o seu rosto preocupado que vi quando acordei de minha cirurgia
para retirada do apêndice.

Lembro que foi em seu ombro que chorei
a perda de pessoas importantes.
Foi em seu ouvido que derramei as lamentações do noivado desfeito.

Apesar do esforço para vasculhar minha mente, não consegui me lembrar de uma só vez em que peguei o telefone para ligar e dizer a ele o quanto era importante para mim
contar com a Sua Amizade.
Afinal, eu era uma pessoa muito ocupada.

Eu não tinha tempo.

Não lembro de uma só vez
em que me preocupei de procurar um texto edificante e enviar para ele, ou qualquer outro amigo, com o intuito de tornar o seu dia melhor.

Eu não tinha tempo.

Não lembro de ter feito qualquer tipo de surpresa, como aparecer de repente com uma garrafa de vinho e um coração aberto disposto a ouvir.

Eu não tinha tempo.

Não lembro de qualquer dia
em que eu estivesse disposto a ouvir
os seus problemas.

Eu não tinha tempo.

Acho que eu nunca sequer imaginei
que ele tinha problemas.

Só agora vejo com clareza o meu egoísmo.

Talvez ...
- e este talvez vai me acompanhar eternamente -
se eu tivesse saído de meu pedestal egocêntrico
e prestado um pouco de atenção
e despendido um pouquinho
do meu sagrado tempo.

Talvez ele,
que sempre inundou o meu mundo
com sua iluminada presença,
estivesse se sentindo sozinho.

Até mesmo as mensagens engraçadas
que ele constantemente deixava
em minha secretária eletrônica
poderiam ser seu jeito de pedir ajuda.

Aquelas mesmas mensagens
que simplesmente apaguei da secretária eletrônica, jamais se apagarão da minha consciência...

Estas indagações
que inundam agora o meu ser
nunca mais terão resposta.
A minha falta de tempo
me impediu de respondê-las.

Agora, lentamente escolho uma roupa preta ...
- digna do meu estado de espírito -
e pego o telefone.
Aviso o meu chefe de que não irei trabalhar hoje e quem sabe nem amanhã, nem depois...
Pois irei tirar o dia para homenagear
com meu pranto, a uma das pessoas que mais amei nesta vida.

Ao desligar o telefone, com surpresa eu vejo,
entre lágrimas e remorsos, de que para isto,
para acompanhar durante um dia inteiro
o seu corpo sem vida, eu

"TIVE TEMPO!"

Descobri que se você não toma as rédeas da tua vida  o tempo te engole e te escraviza.

Trabalho com o mesmo afinco de sempre,
mas somente sou "o profissional"
durante o expediente normal.

Fora dele, sou um ser humano.

Nunca mais uma mensagem
da minha secretária eletrônica
ficou sem pelo menos um "oi" de retorno.


Autor Desconhecido
_______________________


Mel

2 comentários:

Alvaro Ennes disse...

Minha linda...!!!
Pode ser que muitos me cobrem essa postura, mas meu tempo é todo seu e com certeza, em qualquer momento, sempre estarei ao seu lado para escutar o que for e nunca estou acupado para VOCÊ.
Me toooo minha linda...!!!

Mel Gama disse...

Vc é a metade da laranja que eu sempre procurei - se não fosse vc, com certeza minha vida não teria sentido!
Te amo D+! Obrigada por ser tão meu amigo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...