sexta-feira, 31 de maio de 2019

Projeto Vic - bonecas de pano feitas com muito amor para crianças carentes ou doentes.

Em maio deste ano (2019) fizemos 3 anos que vivemos em Portugal. Foi uma opção nossa porque a violência estava assolando nossa cidade (Rio de Janeiro) e nosso país (Brasil). Para fazer um tipo de mudança drástica como esta - deixar para trás toda sua vida, suas lembranças, suas coisas - é preciso muito desapego. Enfim, em virtude de uma doença de pânico que estava me matando, resolvemos fazer a nossa vida (ou o que resta dela) em outro lugar mais tranquilo e longe de toda a confusão que estávamos presenciando diariamente. Mas falar sobre esta mudança é outra história e servirá talvez para outro momento.

No Rio de Janeiro, criamos um grupo em 2012 chamado Amar.VC - fazíamos visitas a asilos e orfanatos e lá deixávamos um bocado do nosso amor. Com a mudança para Portugal, ficou a impossibilidade de se continuar o nosso projeto. Aqui procurei diversas instituições para visita, mas a resposta era sempre a de que se eu não tivesse um idoso internado, não poderia. Cheguei a fazer a recolha de alimentos para uma instituição da cidade mas quando eu perguntava se poderia ajudar com algum alimento, a participação foi ínfima ao que via no Brasil.

Pode parecer estranho mas a parte "solidária" que existe no Brasil está longe da que existe aqui em Portugal. As pessoas (em geral) são muito individualistas e invariavelmente não sentem a necessidade de compartilhar com o outro, seu irmão. Isso inclui a facilidade (ou dificuldade) de se fazer amigos. Com certeza é para mim a parte mais difícil e por várias vezes me fez pensar em retornar ao meu país. Porém as dificuldades que sei que encontraria lá são tantas que a ideia é logo descartada.

Num dos asilos que fomos visitar no Rio de Janeiro, verificamos a necessidade urgente da substituição da roupa de cama (lençóis, toalhas e cobertores). É um asilo administrado pelo Estado e decidimos ajudar - fiz uma linda e enorme campanha de arrecadação de fundos e compramos tudo novo! Foi com a maior alegria que levamos os presentes aos nossos amigos idosos. Porém, pouco tempo depois ao retornarmos ao local, verificamos que tudo que oferecemos não estava mais lá. Foi uma grande decepção.

Então, aqui em Portugal, com a impossibilidade de visitar os "lares de idosos" devido a legislação muito rígida e que é exatamente o que nos dava muito prazer, comecei a procurar algo que pudesse fazer desde a minha casa para que assim não deixasse meu marido e meu cãozinho (que já está um lindo velhote) sem a minha presença. Foi aí que tive a ideia das bonequinhas de pano. Inicialmente seriam oferecidas às crianças com câncer. Porém o grande desafio era que eu não sabia costurar, apesar de minha mãe ter sido costureira durante toda sua vida! Teria de começar do zero - comprei uma máquina de costura bem simples e consegui que uma amiga brasileira (Sandra Helena)viesse dar aulas para que eu iniciasse meu projeto.

Com o apoio do meu marido Alvaro, incentivo do meu cunhado Adilson e presença constante do meu cão Pretim, o projeto começou a tomar forma e batizei-lhe com o nome de Projeto Vic - Vic de Victória - porque teria tanto amor dentro de cada bonequinha que eu tenho certeza de que toda criança que a receber conseguirá a vitória que necessita.Esta da foto é minha primeira VIC - era ainda um protótipo do que hoje é oferecida.
Tentei oferecer inicialmente às crianças com câncer - infelizmente as bonecas não podem ser esterilizadas por serem de pano e com enchimento. Tentei também as crianças que estivessem internadas - também não obtive sucesso. Tentei, por fim, as crianças carentes. Por acaso ontem consegui entregar 14 numa escola aqui na Figueira da Foz - foi muita energia doada e recebida. Bom demais! 😍


Muitas pessoas e instituições se ofereceram para que eu deixasse as bonecas para serem entregues por eles mas não é este o meu objetivo. Minha única exigência é que as bonecas sejam entregues em mãos - não quero me utilizar de terceiros pois coloquei muita energia e amor em cada uma delas e gostaria muito de acompanhar a alegria de cada uma ao receber as bonecas. Então está nas mãos de Deus - hoje tenho muitas bonecas prontas e a produção continua e não vou parar - Deus saberá exatamente a quem caberá cada uma destas bonequinhas - minhas Vic's.

No dia 02 de maio de 2019 dei uma entrevista à Gabriela Fonseca da Rádio Regional Centro aqui em Portugal. Nesta entrevista falo mais ou menos o que digo aqui e mais algumas coisinhas. Se quiser dar uma espiada (ou escutada) são mais ou menos 30 minutos:
Se quiser acompanhar as fases do projeto, tenho uma página no Facebook dedicada a ela e onde ponho todas as fotos das bonequinhas e doações feitas:
PROJETO VIC

As bonecas NÃO são para vender. Aprendi a costurar no ano passado para fazer as bonecas e todo material é comprado com meu próprio dinheiro.

Caso você faça parte de algum hospital ou escola localizado na área central de Portugal, entre em contacto comigo para verificar a possibilidade de doação.

Que Deus nos abençoe que cada bonequinha receba o colinho necessário!

Mel Gama

Enfim as células!

Olá, gente querida!


Tenho estudado MUITOOOO para conseguir as células na arte fluida! A que eu mais me identifiquei até o momento foi esse quadro aqui onde utilizei:
- tinta acrílica
- água
- Floetrol
- silicone líquido
No vídeo dá para você ver melhor como foi feito - utilizo a imagem de raio-x para "puxar" a tinta e assim conseguir as benditas células que eu tanto procurava! 😁
Acompanhe meu canal no YouTube que estou sempre adicionando novos testes. Clique no sininho para se inscrever e ser avisado quando tiver novos vídeos.
E se tiver alguma dúvida, estou a seu dispor se eu puder ajudar! 😘

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Arte fluida - "pouring art" - lá vou eu experimentando de novo! Quero células ENORMES!!! :D

Arte fluida feita a 4 mãos com o maridão Alvaro Ennes... 😍💖 Apesar de ainda estar um pouco distante do que eu gostaria, o resultado me agradou. E você... O que acha? 😁
Tela 40 X 40cm 3D Pouring Art.
Título: Sonho Colorido
Então... cá estou eu novamente. Desta vez na arte fluida. Aqui em Portugal (pode parecer brincadeira) é bem difícil encontrar as coisas que procuro e/ou preciso... Resultado: - não está saindo como eu esperava.

Estudei vários vídeos sobre como fazer arte fluida. A maioria usava floetrol que não se encontra aqui. Para dizer a verdade, encontrei na amazon.com mas o frete sai caríssimo e como era uma experimentação, não valia a pena arriscar. Além do mais, comprar material caríssimo só para ficar fazendo testes também não vale à pena, né? 


Assiti a um vídeo em que ensinavam a fazer o medium com 50% de água e 50% de cola branca. Fiz o meu primeiro quadro e ficou um lixooooo!!! Além disso, nenhuma célula (que é o sonho de quem faz pouring - incluindo EU!) o que dá um baita desânimo! 😓 

https://www.provoca-arte.pt/pt/catalogo/aditivos/verniz-e-medio-acrilico/conjunto-medio-acrilico-pouring-2-componentes/

Então encontrei este medium da Stamperia numa loja online e comprei. O resultado do teste é o do quadro colorido. Resultado: nenhuma célula! 😥 A única coisa em comum que os dois quadros têm é que ambos usaram a tinta branca Senelier - fora isso, mais nada! Várias pessoas dizem que dependendo da densidade da tinta, pode acontecer isso... mas eu não tenho a mínima ideia de como saber disso... e eu assisti a tantos e tantos vídeos que não me parecia que as pessoas sabiam do que se tratava! 😜

Vou continuar tentando e estudando... uma hora devo conseguir! Tentativa e erro - esta é a chave do sucesso! Mesmo que não seja para ficar milionária, mas ao menos para poder ter a certeza de que você é capaz de fazer alguma coisa BEM bonita, né? 😎

Beijinho grande
Mel
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...