segunda-feira, 10 de abril de 2017

Meu cachorro comeu uma estrela do mar!

Meu Pretim - amor da minha vida!
Estrela do Mar que meu nego comeu...
Há uns dias atrás, ganhei da senhora que faz limpeza em minha casa 3 estrelas do mar pois ela sabia que eu iria fazer um quadro com conchas e estrelas. No dia que ela chegou, meu cachorro ficou por demais interessado na estrela - mostrei a ele e ele queria pegar com a ponta da boca. Cheirei as estrelas e vi que tinham um cheiro horrível e não poderiam ser utilizadas no quadro daquela forma. Pesquisei na internet e verifiquei que elas deveriam ser colocadas em álcool isopropílico por uns dias, além de serem bem lavadas com água e sabão. Fiz isso mas de nada adiantou - peguei as estrelas e deixei secando no sol para devolver a ela quando voltasse. Apesar de muito bonitas, não havia a menor condição de deixá-las em um ambiente fechado tamanho o mau cheiro que exalavam.
Hoje pela manhã, eu estava no computador quando meu cachorro chegou mastigando alguma coisa e eu estranhei porque já havia passado a hora dele comer. No segundo CREC, percebi que era a estrela. Fiz menção de abrir a boca dele para retirar e ele começou a ficar MUITO bravo - trancou a boca de tal jeito que não havia nada que fizesse ele devolver a bendita! Eu e meu marido nos revezávamos entre tentar abrir a boca, dar uns tapas (hahahahahahaha porque não tinha mesmo jeito!), ralhar com ele e nada dava certo. Eu me aproveitei de um momento que ele tentou morder meu marido e coloquei minha mão quase inteira dentro da boca dele para ver se conseguia retirar o que ele estava comendo e PIMBA! Lá estava metade da estrela do mar na metade posterior da garganta - mais um sopro e ele iria engolir ela daquele jeito!
Depois de umas palmadas e uma bronca bem dada, ele ficou de castigo e eu tentando me acalmar, mas comecei a procurar na internet se alguém já tinha passado por aquilo e achei uns dois casos que me deixaram mais preocupadas porque diziam que o cachorro começou a ter problema nas fezes.
Liguei para a veterinária dele que não sabia dizer qual o grau de periculosidade dele ter engolido meia estrela mas sugeriu que eu o levasse numa clínica a fim de forçar o vomito - o que não fiz.
Meu cachorro parece um gato - ADORA leite! Me lembrei que todo mundo que sofre algum tipo de envenenamento deve tomar bastante leite, então coloquei uma vasilha com bastante leite e deixei que ele se fartasse.
Ficamos observando e, graças a Deus, nada aconteceu. Ou o leite deu realmente certo ou não fez mal comer a bendita estrela.
Via das dúvidas, aconselho que procure o veterinário de seu cão e veja quais os conselhos oferecidos. É numa dessas que podemos perder o nosso bichano de estimação!
Todo cuidado é pouco porque são como crianças e não vão conseguir se defender sozinhos.

Beijinhos
Mel

quinta-feira, 23 de março de 2017

Menopausa e como ela afeta você...

Para quem não me conhece, sou a Mel - tenho 55 anos e esta foto aí de cima foi tirada em um momento íntimo com meu marido pouco tempo atrás enquanto estávamos conversando sobre os sinais que o tempo produz em nosso rosto e corpo e o quanto isso nos (ou seria melhor dizer ME) afeta. Foto feita por ele  no momento em que passo os cremes em meu rosto para "tentar" retardar o envelhecimento.

Por volta dos meus 47/48 anos, comecei a acordar com o travesseiro encharcado de suor. Parecia que eu tinha tomado banho pois meus cabelos estavam completamente molhados, mesmo eu dormindo com ar condicionado em torno dos 20ºC. Na visita feita à minha ginecologista, ela me recomendou que começasse a utilizar o método de reposição hormonal - já havia ouvido falar bastante sobre isto, pesquisado na internet os prós e contras e não tinha uma opinião formada sobre o assunto. Como ela me acompanhava a vários anos, ouvi com atenção, sentei com meu marido e ouvi sua opinião e resolvi adotar o método - método este que me acompanha desde então (cerca de 8 anos).

Entre os sintomas da menopausa, reuni os que estavam na página do MDSAÚDE e que me atacaram de frente, que são:
  1. Suores noturnos - senti muito antes de iniciar a reposição hormonal.
  2. Distúrbios do sono - sempre tive. Nunca percebi que estivesse ligado à menopausa. Tomo medicamento para dormir e tenho um sono muito agitado, acordo várias vezes e muito cedo. Tentei "desmamar" quando vim para Portugal mas é o mais difícil.
  3. Menstruação irregular - quando iniciei a reposição hormonal, já quase não menstruava - era aquela "borra de café" que invariavelmente resolvia aparecer.
  4. Depressão - como a menopausa apareceu num período tumultuado em que minha mãe também estava doente, também não percebi que estivesse ligada à menopausa. Infelizmente fiquei tomando anti-depressivos durante muitos anos e só consegui "desmamar" cerca de 8 meses atrás quando me mudei para Portugal.
  5. Ansiedade - sempre tive, desde que me conheço por gente. Sou extremamente ansiosa e detesto que as coisas não saiam como espero.
  6. Alterações de humor - em geral tenho o mesmo humor - se estou chateada, dificilmente vou ficar alegre. No geral, sou uma pessoa alegre e feliz.
  7. Secura vaginal - geralmente ocorre no climatério (antes de você não menstruar mais) e pela deficiência do estrogênio. Um creme lubrificante sempre vai ajudar. Depois da última menstruação, você nem vai se lembrar disso.
  8. Redução da libido - em função da secura vaginal, algumas mulheres se negam a ter relação com medo de sentir dor. Vai depender do parceiro e da paciência dele em te ajudar.
  9. Memória fraca - é também em decorrência da diminuição do estrogênio. Mais comum se você estiver deprimida ou cansada. Eu acho que sempre tive memória fraca!  😂 hahahahahahaah
  10. Dificuldade na concentração - é óbvio que se você estiver fazendo algo que te interesse muito, você consegue se concentrar. Não tive dificuldade de concentração apesar de também estar ligado à baixa de estrogênio.
  11. Dor nas articulações - eu sempre malhei muito e só parei depois que vim para Portugal. Também ligado à baixa de estrogênio, atinge a maioria das mulheres. Digo que estou ficando "crocante" pois cada passo que dou faz CROC, CROC... 
  12. Pele seca - é o danado do estrogênio atacando outra vez! Cremes! Muitos cremes de manhã, de tarde e à noite! Vamos falar sobre isso depois, mas a sensação é de que a cara da gente está se dissolvendo! 😨
  13. Queda de cabelo - causada por quem? Falta de estrogênio, claro! Tem cabelo meu para tudo que é lado! Cabelo seco, quebradiço... nunca foi bom (eu confesso!) mas tem cabelo meu até na flor que meu marido planta na varanda de casa.
  14. Unhas fracas - Disso não posso me queixar... no Brasil eu tinha sérios problemas com minhas cutículas e precisava que tirassem sangue para eu achar que não tinha nenhuma pele me machucando. Aqui em Portugal, tentei fazer unhas de gel mas minhas unhas crescem muito rápido e acabei desistindo - numa outra hora vou mostrar para vocês como conviver sem tirar cutículas e manter as unhas sempre bonitas, limpas e aparadas.
  15. Ganho de Peso - eu era muitoooooo magra quando era menina! Com 20 anos eu tinha 1.65m e 45kg! Aos 40 anos cheguei ao meu peso excelente e foi quando estava mais bonita - pesava 55kg. Hoje estou pesando 67kg roubados! Ou seja, engordei pra burro com a menopausa!
  16. Desequilíbrio e tonturas - fato! E adivinhe quem é o vilão? Estrogênio, claro! Ano passado mesmo tive sério problema de vertigens - hoje acordei um pouco tonta como se alguém estivesse puxando a calçada enquanto caminho. Percebo que isto está ligado ao meu sistema nervoso - se estou mais ansiosa, piora.
No site da Pfizer, encontrei alguns mitos e verdades sobre a reposição hormonal, que são:

A reposição hormonal auxilia no tratamento da osteoporose VERDADE
Sim, pois a reposição estrogênica previne a perda de massa óssea que pode aumentar em até 30% após a menopausa, diminuindo risco de fraturas.
A reposição hormonal é benéfica em caso de doenças cardiovasculares VERDADE
Sim, a TRH inibe a formação da placa de ateroma ao reduzir os níveis de colesterol total e da fração LDL, conhecido como o “colesterol ruim”.
Toda mulher na menopausa precisa fazer terapia de reposição hormonal MITO
Não. Para cada mulher é recomendado um tipo de medicamento específico, em cada caso.
Sintomas como desconforto, ardor e infecções vaginais melhoram com o TRHVERDADE
Esses sintomas costumam ser amenizados a partir da terapia hormonal indicada pelo ginecologista
A terapia hormonal aumenta as chances de adquirir um câncer de endométrio DEPENDE
A mulher que tem útero e faz reposição hormonal com estrógeno sem associar progesterona tem risco muito aumentado de desenvolver esse tipo de câncer.

Ou seja, pelo sim, pelo não, vale o que seu médico(a) de confiança lhe disser e que você esteja a vontade com isso. Eu faço reposição hormonal há 8 anos. Faço anualmente todo check-up, eco-mamária, análises clínicas e do coração, etc. Não me arrependo de ter iniciado a reposição hormonal e não tenho ideia até quantos anos será feita - é uma simples pílula que tomo pela manhã, diariamente. E conforme você pode ter notado acima, acho que só obtive benefícios com a reposição. Porém cada caso é um caso e SEMPRE consulte seu médico - não tente seguir o que lê na internet ou se auto-medicar pois isto pode trazer consequências muito desagradáveis e até levar a morte.

Uma das coisas que vem me incomodando bastante é a rapidez com que envelhecemos. A pele do rosto e do corpo parece que não acompanham a cabeça da gente - parece que vamos "dissolvendo". É um termo ruim mas infelizmente é assim que me sinto na maioria das vezes. Sei que não podemos ficar com cara de mocinha o resto da vida, mas a danada da papada é uma coisa que me aborrece profundamente e que tão logo eu possa, vou mandar ela para o espaço e fazer um lifting de rosto! 😂

Um beijinho carinhoso e espero que tenha ajudado você de alguma forma.

Mel

sábado, 18 de março de 2017

Página de Cartões no ar!


Já faz algum tempo que eu gostaria de recolocar a minha página de cartões de volta e hoje finalmente consegui! 😌
Vocês já podem enviar o cartão de sua preferência inclusive para WhatsApp.
Espero que gostem e, por favor, me avisem se encontrarem algum erro.
Beijinhos
Mel

quinta-feira, 16 de março de 2017

Desapego

https://www.etsy.com/pt/listing/511503961/desapego?ref=shop_home_active_4
Hoje acordei inspirada e percebi que estava sentindo falta de escrever... mesmo escrevendo para que eu mesma possa ler no futuro. Sinto falta dos smiles - com eles expresso bem minhas emoções e os que eles nos apresentam são horríveis! 😂. Mas... vamos ao que nos trouxe aqui hoje.

Eu nasci no Rio de Janeiro - Brasil, há 55 anos atrás. Minha mãe saiu do interior do Espírito Santo logo após o fim da Segunda Guerra Mundial para viver com minha tia no Rio de Janeiro. Lá conheceu meu pai e eu acabei nascendo naquelas terras. Rio de Janeiro era a grande paixão de minha mãe! Ela dizia que não iria sair de lá nem morta e essas coisas que muita gente fala. Quando ela estava doente e na cadeira de rodas, já demenciando, eu dizia que iria levá-la para outra cidade mais tranquila e ela enlouquecia.

Em 2014, estive com meu marido em Portugal e ficamos encantados com a beleza do país, a tranquilidade, o clima e o povo. Cansados da violência e stress vividos no dia a dia do Rio de Janeiro, começamos a aventar a possibilidade de nos mudarmos para Portugal. Meu marido já havia sofrido um enfarto, é portador de 11 hérnias de disco e precisa manter o peso e controle emocional sempre em dia, além de necessitar ter uma atendimento médico bem perto para o caso de alguma emergência. A primeira cidade pela qual nos encantamos foi Praia de Mira - uma pequena cidade bem pertinho daqui de Figueira da Foz mas que não nos proporcionaria o atendimento médico necessário e que fica praticamente vazia fora dos meses de verão. Após dicas de um amigo residente em Portugal e a vontade de querer permanecer frente ao mar, a opção seria Figueira da Foz, que fica a míseros 30 minutos de Coimbra, 1:30h do Porto e 2 horas de Lisboa. Uma cidade que fica no centro de Portugal, cercada de belos areais, sol na grande maioria do ano (apesar de alguns dias com frio - o que fica gostoso), paz e gente de bem.
Então vamos aos passos:

Passo 1: - Saco cheio de onde você vive.
Ou seja, por mais que você queira pesar os prós e contras, não vai conseguir que ninguém mais coloque panos quentes para tapar esse furo que é estar de saco cheio.

Passo 2: - Analisar com calma para onde se mudar.
Faça uma planilha contendo tudo que você gasta atualmente onde você vive - saúde, escola, habitação, alimentação, transporte.
Só para se ter uma ideia, no Brasil eu pagava R$ 1.200,00 para ter um plano de saúde. Em Portugal eu pago o equivalente a R$ 220,00 com a diferença de que existe uma comparticipação, ou seja, cada vez que eu preciso ir ao médico ou fazer algum exame, pago uma pequena taxa. Entretanto, esta taxa é facilmente deduzida dos valores que se tem quando se precisa comprar alguma medicação pois o Governo Português paga uma comparticipação na maioria dos medicamentos prescritos.
Outro bom exemplo é o valor pago para empregadas domésticas, faxineiras e afins. No Brasil paga-se a média de R$ 150,00 por dia de faxina. Aqui em Portugal, a média é de R$ 21,00 a hora. Meu apartamento tem pouco mais de 100 m² e a faxineira leva no máximo 4 horas para fazer tudo, sem dizer que tenho uma varanda imensa com vidro para tudo que é lado.
Escola eu nem coloco a questão! Já não tenho filho pequeno há muitos anos mas vejo pelos amigos que aqui em Portugal é muitíssimo barato se manter criança em escola.

Passo 3: - Desapego.
Resolveu que realmente está pronta para se mudar? Largar tudo e ir viver em um país diferente, de cultura e costumes? Hora de desapegar! Experimente separar tudo aquilo que você considera ser supérfluo e que você poderá adquirir novamente mais novo e no local onde vai viver. Tente fazer um bazar com as amigas e vender o que te parece ser coerente. Aproveite para DOAR algumas peças - faz bem ao coração!
Cheguei a vender peças que custaram muito caro por R$ 10,00. Na totalidade, deu uma boa diferença e você verá que vale a pena!
O mais difícil é a parte que envolve papéis - alguns papéis antigos como documentos não há como se desapegar. As fotos antigas da minha mãe, eu deixei com a irmã dela, depois de escanear as minhas preferidas, assim como as minhas e do meu filho.
Livros, infelizmente, é uma questão de força. Eu tinha uma enorme coleção de livros espíritas e tive que me desfazer dela. Hoje já estou com uma boa gama de livros em minha coleção.

Passo 4: E a família? Os amigos?
Esse é um ponto delicado e importante. Deixei no Brasil uma irmã de criação, um irmão paterno e muitos amigos. Mantenho contato com todos através das redes sociais e telefone mas infelizmente tenho quase certeza de que não os verei novamente pois não tenho a menor vontade de voltar ao Brasil. Só de pensar na violência, na falta de segurança, no trânsito, no calor, chego a pinicar! Sem chances... a não ser por uma razão inadiável e sem opção.
Fiz muitos amigos por aqui mas aquele "calor brasileiro" é difícil de se encontrar. Os portugueses em geral são muito fechados, não gostam de demonstrar seus sentimentos ou dizer que estão doentes e isso me deixa agoniada porque eu sou toda abraços!!! Muitas vezes dá um enorme vazio no peito, aquela vontade de largar tudo e voltar para o meu país... mas vontade é coisa que vem e passa!


Passo 5: Meus bichinhos de estimação? Como levá-los?
Este é um passo que vai requerer tempo, dedicação e persistência. Meu nego jamais seria deixado para trás! Eu o encontrei nas ruas de Copacabana, já está comigo há quase 9 anos, retirou um câncer em janeiro de 2016 e a médica queria que ele passasse por uma quimio, a qual eu recusei pois iria baixar a imunidade dele para completar quase 12 horas dentro de uma caixa de transporte e um porão de avião. Comprei uma caixa bem grande e medindo a altura em que ele ficaria de pé, coloquei sem as portas na minha sala e todos os dias eu colocava um biscoitinho lá dentro e o chamava para ir buscar. Assim ficava com ele dentro da caixa por algum tempo para ele ir se habituando. Mas devo confessar que foi um treinamento para ele e para mim pois eu achava que não iria pregar o olho durante toda a viagem com medo de chagar no fim da viagem e ele estar morto!
Dependendo do local para onde você vai se mudar, existem várias regras a serem cumpridas - alguns países exigem que o animal fique em quarentena. Graças a Deus não foi o caso de Portugal e do meu nego senão eu iria morrer! Verifiquei todos os exames necessários para sua entrada e o principal é o exame de raiva que é MUITO CHATO e caríssimo pois a raiva já não existe em países de 1º. mundo. Chip é outra coisa que você deve pensar em colocar no seu animal se você já tem uma pulguinha dizendo que você irá se mudar algum dia. No meu caso, ou melhor, no do meu nego, demorou porque ele não tinha chip. Primeiro você manda colocar o chip, após 30 dias, faz a vacinação de raiva (mesmo que sua vacinação já esteja em dia) e depois de 30 dias de ter tomado a vacina, vai mandar fazer a sorologia. O resultado final leva meses para ficar pronto e é caro!
ATENÇÃO! É OBRIGATÓRIA A IMPLANTAÇÃO DO MICROCHIP ANTES DA VACINAÇÃO ANTIRRÁBICA.

A COLETA DEVERÁ SER REALIZADA 30 (TRINTA) DIAS APÓS A VACINAÇÃO E 90 (NOVENTA) DIAS ANTES DA VIAGEM.
Veja mais informações AQUI
Importante que se você não seguir direitinho este protocolo, corre o risco do seu bichano ficar preso no aeroporto de destino.
Meu nego tinha excesso de peso no Rio. Com as caminhadas diárias que fizemos por aqui, ele perdeu 7 quilos e continua fazendo o acompanhamento dos nódulos através de ecografia, já foi operado uma vez e parece que sempre viveu em Portugal - ele ADORA viver aqui!
Se alguém quiser mais detalhes sobre este assunto, é só solicitar nos comentários, que dou as dicas com prazer!

Passo 6: Cheguei... e agora?
Agora você está no local que você escolheu para viver e, quem sabe, morrer... Foi uma escolha SUA e terá que arcar com as consequências. Vai se sentir só muitas vezes pois aqueles amigos chatos que apareciam sem avisar não vão estar por perto, seu telefone vai tocar menos vezes e você vai chorar quando estiver doente e achar que fez a maior besteira da sua vida! Mas é por pouco tempo... vem e passa! Toda a paz, a segurança, o canto dos pássaros, das gaivotas... tudo isso vai fazer você ter certeza de que fez a opção correta. Comece a fazer novos amigos. Deixe seu coração mais aberto para que diferentes pessoas possam entrar. Seja mais tolerante.
provavelmente você vai engordar até se acostumar com o novo tipo de alimentação e clima. Mas nada que uma boa caminhada faça com que a balança retroceda.
Tenha força de vontade, não desanime, procure grupos de apoio, redes sociais, amigos novos onde você vive, passeie por ruas que você nunca ousou passear e VIVA!

Se precisar de um help, estou aqui para ajudar... 🙌😘

quarta-feira, 15 de março de 2017

Ganhar dinheiro no site da Etsy?

https://www.etsy.com/pt/shop/MelGama
Hoje resolvi falar nas vendas pela internet. ETSY em especial. Em janeiro resolvi que iria abrir um shopping com meus trabalhos (digital e tradicional) para venda. Tudo parecia estar indo de vento em popa e eu estava eufórica acreditando que em apenas alguns passos eu estaria entre os melhores vendedores da Etsy. Uauuu!!! Quebrando a cara! Tive pouco mais de 150 visitas desde que abri minha Loja Etsy, somente UM favorito (que foi do meu marido) e nenhuma venda... Daí eu ficava pensando o que eu estava fazendo de errado, procurava nos fóruns, modificava as tags para ver se "me encontravam" mas nada parece ter sucesso. Desistir? Ainda não... não tão cedo assim! Pode até ser que eu desista mais para frente mas por enquanto, vou deixar aparecer meu lado de teimosa e insistir no que parece não querer dar certo.
Aliás... "dar certo" é uma questão muito duvidosa! O que significa "dar certo"? Na minha página do Deviant Art eu tenho mais de 1 milhão de page-views e sempre reclamei que tinha alguns míseros favoritos quando eu coloco alguma imagem nova. Já estive para fechar a minha página por trocentas vezes - não achei o ponto certo onde se pode ganhar dinheiro com arte digital ou mesmo com pequenas coisas que coloco à venda em meus sites. 
Aliás 2... a única vez que parecia que eu estava "dando certo" com a internet (quando vendia stocks de fotografia para um certo site), fui banida porque alegavam que eu "estava utilizando imagens de propriedade de outra pessoa". Eu fui banida, perdi minha conta e acesso a tudo que eu tinha naquele site e sem direito a defesa. 
Também já fui banida de uma antiga rede social (não me recordo o nome agora) pois achava que meus trabalhos eram "pornográficos". Muito estranha a mentalidade desse povo - sair pelada no Carnaval pode mas mostrar os seios em trabalho artístico não pode... vai entender... 
Voltando ao que nos trouxe aqui: ETSY
Linguagem
- Se você se dá bem com o Inglês, não esquente a cabeça e faça tudo em Inglês. Se cair na bobeira de fazer a página em Português, prepare-se porque a grande maioria do site não está traduzida para o Português. Algumas coisas é possível você mesmo traduzir, mas outras você não tem acesso. 
Preço:
- Faça um apanhado geral do que você pretende vender em outras lojas da Etsy. Não coloque o preço muito alto e nem muito baixo para não desvalorizar o seu. Tenha em mente que você paga U$0,20 (vinte centavos de dólar) por cada produto cadastrado no site e pagará uma comissão a cada venda. Caso seja um produto que você tenha em estoque ou digital, você pode colocar o recadastramento automático e não terá de se preocupar quando o item for vendido.
Redes Sociais:
- O ideal é você utilizar Instagram massivamente, Twitter, etc. Tudo acompanhado de boas imagens de seu produto e só fazendo sua propaganda. Devo confessar que nessa parte eu sou falhada porque não gosto dessa história de ter que seguir milhões de pessoas para ter os seguidores. Pode ser que algum dia eu consiga isso mas ainda não.
Tags:
- São as palavras-chave que levarão as pessoas ao seu negócio. Precisam ser bem destacadas e ter em mente que são estas palavras que levarão seus produtos ao público-alvo.
Categoria:
- Se você colocar o seu produto para venda em uma categoria errada, a pessoa certa não terá acesso a ele. Passeie por outras lojas e verifique exatamente onde as pessoas estão colocando aquele produto. 
Envio:
- Devo confessar que esta é uma parte chata - não tenho a menor ideia de que eu fiz a conta certa para envio dos meus trabalhos e acho que só vou saber quando vender alguma coisa. Eu recorri ao site dos Correios de Portugal para fazer as contas e embuti no preço alguns gastos como caixa e plástico bolha. Consulte o site dos Correios de seu país e verifique - no Brasil, você pode dar uma consultada neste link.
Prazo de Entrega:
- Produtos digitais = entrega imediata (download).
No caso de produto físico, tenha em conta se você já possui o produto para envio imediato ou se depende de algo para fazê-lo. Há a opção de o comprador preencher um formulário solicitando modificações no produto. Como exemplo, segue o link de uma das capas de livro que estão a venda:
https://www.etsy.com/pt/listing/501649844/o-poder-da-prece?ref=shop_home_active_10
Bugs:
- São muitosssss!!! São trocentos bugs no site da Etsy! E não adianta choramingar, reclamar, espernear porque eles até tentam arrumar os bugs mas você terá que conviver bem com eles e aceitá-los porque eles estarão lá!

Se depois disso tudo você ainda continua firme e (tal como eu) vai abrir sua loja no site da Etsy, te desejo boa sorte! Se eu puder ajudar de alguma forma, prometo que farei isso. Por enquanto, a única coisa que posso fazer para te ajudar é oferecer meu humilde espaço para que você possa fazer sua propaganda e se aventurar por este novo mundo.

Beijinhos da Mel

Será que volto com o blog???

Olá, pessoal!
Há muito tempo não posto no meu blog e fiquei curiosa em saber se alguém ainda acompanha... Hoje não estou mais vivendo no Brasil - vivo em Portugal numa linda cidade chamada Figueira da Foz com meu amor e meu Pretim! Em maio fará 1 ano que estamos por aqui e muito felizes, graças a Deus!
Gostaria de receber um OI de quem estiver me acompanhando e se acha interessante eu retornar com o blog.
Beijinhos
Mel

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...