terça-feira, 29 de setembro de 2009

Saudade é a dor que fica...



Esta é uma frase que eu sempre disse, principalmente depois que minha mãezinha partiu, seguindo seu caminho.

Como vocês sabem, tenho feito, criteriosamente, o estudo do Evangelho todas as terças, na minha residência e tem sido extremamente gratificante e consigo aprender muito com isso.

Hoje, a mensagem recebida do livro " O Céu nos Ajudará e o Grande Sermão" da querida Brunilde Mendes do Espírito Santo - fundadora do Lar de Teresa, onde frequento, foi a seguinte:
"Natural é a saudade sentida com a perda de um ente querido. Todavia, se substituirmos a palavra perda pela palavra ausência, seremos levados a considerar esta ausência como resultado de uma viagem a um país longínquo, para o qual não podemos ir.
Quando acreditamos na existência de um mundo espiritual, sentimos mais conforto, pois, a cada dia que passa, estamos mais perto do reencontro com aquele que julgávamos ter perdido. Portanto, quando a saudade nos tomar o coração, transformemos a perda em ausência, e estaremos dando o primeiro passo para aceitar esse item da Lei da vida..."

Perder Alguém é Perder Parte de Nós

Nas muitas manifestações que recebemos, boa parte relaciona-se à perda de parceiros de vida. Aqueles espíritos que escolhemos, antes de iniciarmos esta atual "viagem", para nos acompanharem e com eles compartilhar alegrias e tristezas. Para juntos evoluirmos, dia-a-dia, a despeito de eventuais pendências que possam advir de vidas passadas.

Bem sabemos que no caso de pais e filhos, parece insuperável a dor da ausência. "Entrar numa casa vazia pode ser, para quem perdeu o marido, a mulher, os pais ou os filhos, uma das experiências mais difíceis do cotidiano. Quando este alguém morre, o mundo parece desmoronar. Inicialmente, somos tomados pela perplexidade, como se nos encontrássemos num país estrangeiro e ninguém falasse nossa língua.

"Nós nos sentimos perdidos, como num pesadelo de que não conseguimos acordar. Vagamos como se estivéssemos adormecidos e, mesmo assim, uma terrível tristeza nos traz de volta à realidade. Nosso companheiro ou nossa companheira partiu e ficamos incompletos e vulneráveis. Não há ninguém que nos motive a despertar pela manhã ou nos convença a ir dormir à noite. Na realidade, não conseguimos enfrentar a hora de ir sozinhos para a cama. Tudo isso faz parte do processo normal de sofrimento.

"Perder alguém é, em certo sentido, perder parte de nós mesmos. Confiávamos um no outro, éramos íntimos, e nos apoiávamos em todas as ocasiões. Agora, quando mais precisamos de sua companhia, estamos sós. Tudo que construímos juntos parece sem sentido e vazio, porque não podemos compartilhar. Parece quase impossível fazer parte de um mundo em que ele ou ela não esteja mais presente".

Qualquer um pode observar que, ainda entre pais e filhos aparentemente sem sintonia, o abalo é gigantesco. No dia em que um deles morre, o outro deixa de ser aquele de sempre. Prevalece a angústia. Alguns parecem jamais se recuperar e ficam as lembranças dos velhos dias felizes. Crêem que só serão verdadeiramente felizes quando se encontrarem de novo em espírito. Então, aquela parte deles que morreu renascerá.

Mas não é necessário esperar tanto. Nossa experiência demonstra que nada mais irreal do que a sensação de distanciamento, de perda. Seus pais, que a amavam tanto, continuam em seu coração, vivem com você; mas não apenas isto. Suas almas a acompanham em sua jornada, mas, não menos certo, precisam de ajuda para poder ajudá-la. Sua angústia é a angústia dele, quando sente que nada podem fazer para te consolar.

Por isto, digo que um exercício eficaz para superar o trauma da ausência é conversar. Isto mesmo. Podem te achar maluca, mas você e eu (ao menos) sabemos que não é ! Converse com quem se foi, mas de maneira positiva, alegrando-se na certeza de que eles existem e assim ajudando-os a compreender seu novo estado. Fale com else como foi seu dia, suas dúvidas, seus planos e peça a sua opinião. De uma maneira ou de outra, por iniciativa própria (quando permitido) ou por intermédio de espíritos de luz, seu recado lhe chegará, mesmo que através dos sonhos.

Pode ser um exercício doloroso, pois quem ficou quer mais. Mas lembre-se, sempre, que a ajuda precisa ser mútua. Portanto, tanto mais estará fazendo bem aos pais que se "distanciaram" na medida que reconhecer esta verdade e aceitá-la, com paz no coração. Não se vincule a uma comunicação que pode nunca vir, pois a espera e a falta podem se transformar em flecha de dor. E sua dor, não se esqueça, é a dor deles. Viva este momento com confiança na imortalidade do espírito, pois só esta certeza, sincera e sólida em seu coração, fará curar as cicatrizes e ajudar quem se foi.
Marcos Grignolli

Espero que estas mensagens tenham lhe trazido um pouco de conforto, como trouxeram a mim!

Beijo grande e fique com Deus!
Mel

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Cartões Animados Mel Gama




Não estou nem acreditando que eu, finalmente, consegui colocar no ar a nova página de cartões com as MINHAS imagens animadas! Deu um trabalhão danado mas eu acho que valeu a pena... :)
Este é o endereço da nova página de cartões http://www.melgama.com/ecards/

Gostaria que dessem uma olhada, testassem e dessem um retorno no meu blog: http://melgama.blogspot.com

As estatísticas do meu site mostram que mais da metade dos meus visitantes são do exterior, portanto, me vejo numa situação desagradável porque não quero fazer uma página só para eles e nem tenho conhecimento suficiente de inglês para fazer isso. Então, se você visualizar alguma coisa escrita errada (em inglês ou portugu~es) pode me avisar que eu não vou ficar chateada - pelo contrário - vou agradecer muito por estar me ajudando!

Talvez você não saiba mas eu não ganho NADA com o meu site e que eu cuido dele sozinha - se eu enchesse meu site de banners e pop-ups, com certeza iria ganhar um bom dinheiro mas sei o quanto é chato entrar em um site e ficar um monte de propagandas na nossa cara. Menos ainda, tirei todas as minhas "prints" do ar e decidi que, a partir de agora vou tentar fazer do meu site uma extensão da sua casa, onde você poderá encontrar aquele abraço apertado e as palavras que procurava.

Por este motivo, a extensão da sua casa será o meu blog e eu espero, sinceramente, poder ajudar de alguma forma.

Em breve estarei repondo o recomenda que está na página de mensagens por este que estou utilizando agora - só preciso de tempo!

Beijo grande no teu coração e fique com Deus

Mel

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Perdão - O Caminho da Felicidade!



Perdão - O Caminho da Felicidade!
Autor: Nelson Moraes


Perdoa-me, se na minha ignorância feri você.

Talvez eu tenha sido um crítico muito severo, detendo-me apenas na observação dos seus erros e falhas, esquecendo das enormes qualidades que você possui.


Tive olhos para ver o argueiro em você, sem perceber a trave empanando-me a visão. Reconheço em mim alguma das fraquezas que encontrei em você, portanto, jamais poderia ter atirado a primeira pedra.

Compreendo, agora, que todos estamos matriculados na escola da vida, na condição de eternos aprendizes e que somos passíveis de erros e falhas, por isso mesmo lhe peço, perdoa-me.
A partir de hoje reconheço-lhe, alma querida do meu coração.

Talvez você ainda não consiga perdoar-me e, com razão, mas tenho a certeza de que o Advogado Divino vai absolver-me, porque nestas palavras coloquei toda a força do meu coração arrependido.

Guarde a certeza, alma querida, nas minhas preces lhe envolvo com especial carinho e, quando não puder exaltar suas qualidades, saberei calar as fraquezas que você e todos nós ainda possuímos e que só o tempo poderá apagá-las em nós.

Sonho um dia poder abraçar-lhe e, no clima do entendimento fraterno, lavar as nossas diferenças com as lágrimas do perdão.

Rogo a Deus que você encontre a paz e a felicidade que deseja, assim como, nesta atitude, encontrei a paz e a felicidade que tanto necessitava.

Fiquem com Deus!
Mel

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Evangelho no Lar



Como Você Pode Fazer o Evangelho no Lar:

Primeiro você marca um dia e um horário apropriado para fazer o Evangelho no Lar junto com seus familiares ou até mesmo sozinha(o) se necessário. Quando vamos começar o Evangelho no Lar, alguns familiares torcem o nariz achando que vamos ficar paranóicos com isso e preferem não participar.

Você deverá realizar o Evangelho naquele mesmo dia e hora que você escolheu, durante todas as semanas. Evite atrasos ou mesmo adiamentos - não são só os encarnados que farão parte desta "reunião", mas também os desencarnados que gostariam de aprender um pouco mais sobre o Evangelho.

Não prolongue muito a sua reunião. Ela deve demorar, no máximo, 1 hora. O ideal é fazer o culto entre 15 minutos e meia hora.

Prepare sua casa e o seu coração: - uma toalha branca na mesa é sempre bem vinda, algumas flores (mesmo artificiais), uma imagem de Cristo se você desejar e uma jarra de água que será energizada e que você(s) poderá tomar depois para se sentir fortalecida(o). Procure ficar na sala uns 10 minutos antes e coloque uma música suave do tipo Melodia dos Pássaros ou Colinas de Algodão (eu AMO!).

1. Leitura de uma mensagem - recomendo: Fonte Viva, Pão Nosso, Palavras de Vida Eterna, Mensagens de Scheilla. Escolha uma mensagem ao acaso e leia ou peça a alguém que esteja participando do culto para ler. Leia com o coração.

2. Prece Inicial: Faça uma simples e espontânea prece. Não decore e nem faça nada antecipado - deixe sair naturalmente as palavras. Busque em sua mente aquela paz interior, equilibrando assim nossa aura, sintonizando-nos com o Plano Superior e peça aos Espíritos de Luz que proteja a casa e os presentes - encarnados ou não, a fim de que possam elevar seus conhecmentos.

3.Leitura do Evangelho: Faça a leitura de um Capítulo do Evangelho, com voz clara, para que todos possam entender e, depois, comentar. O Evangelho poderá ser aberto ao acaso ou mesmo ser estudado seqüencialmente, que é o que eu prefiro. Após a leitura, os participantes do culto podem comentar o que ficou entendido (ou deixou de ser entendido) e, assim, terão possibilidade de aumentar seus conhecimentos.

4.Prece de encerramento: uma prece simples, agradecendo ao Plano Superior e aos Amigos Espirituais que deram sustentação ao Evangelho no Lar, num clima de paz, amor e harmonia, agradecendo a paz e as lições recebidas.

Ao final, todos podem beber um pouco da água fluidificada e você sentirá uma paz imensa em seu coração e na casa onde foi feito o Culto.

Espero que isto possa ajudar alguém assim como me ajudou!

Beijo grande e fique com Deus
Mel
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...